Secretaria de Meio Ambiente de SFS retira estruturas irregulares colocadas na restinga da Prainha

Segundo a Prefeitura, conforme rege a legislação, é proibido realizar supressão na vegetação do local

A Secretaria de Meio Ambiente de São Francisco do Sul retirou na terça-feira (6), estruturas inseridas irregularmente nas áreas de preservação permanente, a restinga da Prainha (Praia da Saudade) e a Praia Grande.

Segundo a Prefeitura, conforme rege a legislação, é proibido realizar supressão de vegetação, além de realizar interferências na vegetação que lá ocorrem, como por exemplo, instalação de bancos, jardins com plantas exóticas, palmeiras, girassóis, yucas, espadas de são jorge, gramados entre outras que foram constatadas em vistorias anteriores.

Continuamente os órgãos de controle, como o Ministério Público, tem orientado a Secretaria de Meio Ambiente a agir nas intervenções das áreas de restinga, além das denúncias recebidas pela ouvidoria do município sobre as intervenções humanas no ecossistema.

“Sabemos que é muito importante a relação da comunidade com o meio ambiente de seu entorno e acreditamos que a intenção é melhorar a condição do ponto de vista paisagístico, entretanto as intervenções precisam de autorização e acompanhamento técnico quando possível”, informou a Prefeitura.

Paralelamente à ação de retirada dos materiais irregulares, já existe uma programação de podas controladas das espécies exóticas e invasoras remanescentes ao longo de toda orla das praias, assim como o replantio das espécies nativas nas áreas de preservação onde foram retirados os materiais pela Secretaria de Meio Ambiente.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*