‘Recebi mensagens perguntando se estava bem’, diz garuvense que fez passeio de lancha no local do desabamento, em Capitólio (MG)

Ana Cláudia Falcão, de 25 anos, moradora do Centro de Garuva, fez um belo passeio de lancha sobre as águas do Lago de Furnas, em Capitólio (MG), na sexta-feira (7). Mal poderia imaginar que no dia seguinte o local seria palco de uma tragédia que matou sete pessoas e deixou três desaparecidos, após um paredão de rochas se desprender do cânion e cair sobre quatro embarcações.

Desabamento de rochas ocorreu neste sábado (8). Gravação: Redes sociais

Ana, que neste sábado (8) estava visitando outra cidade, conta que no começo da tarde recebeu de uma amiga um direct no insta contando sobre a tragédia. “Na hora, já passou inúmeros pensamentos na cabeça”, afirmou. Em seguida, as mensagens não pararam de chegar em seu celular. “Recebi muitas mensagens de amigos perguntando se eu estava bem, porque a maioria sabia que eu ia até Capitólio”. Imediatamente, a jovem avisou sua família o que tinha acontecido, explicando que não era com o grupo que estava.

A jovem, que voltará neste domingo (9), diz estar aliviada por ter marcado o dia do passeio na sexta-feira, mas lamenta a tragédia: “Fiquei bem triste com o ocorrido com aquelas pessoas.”

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC e receba mais notícias de Garuva e região

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*