“Quero agradecer a todos que fizeram buscas e derramaram lágrimas comigo”, diz mãe de Miguel 

Ainda se recuperando da difícil notícia da morte de seu filho Miguel Scarcetto, de 31, encontrado sem vida, nesta sexta-feira (17), em Garuva, dona Ivone Alves Scaretto, de 56 anos reservou um momento especial de sua rotina para fazer agradecimentos. 

“Eu gostaria de agradecer a todos que souberam do Miguel. Agradecer aqueles que oraram a Deus, por mim; aqueles que fizeram buscas, aqueles que se emocionaram, que derramaram lágrimas junto comigo; que Deus abençoe muito, e que também sejam fortes para estar junto comigo”, agradeceu.

Ivone lembra de quando o filho era solteiro e sempre o aconselhava a avisar aonde ia, algo que ele obedecia com respeito. “Nunca me deu trabalho, aonde ele ia, ele me avisava”. A mãe complementa que Miguel estava realizado com seu trabalho, como mestre de obra, um sonho que almejava desde os 16 anos. 

Miguel era considerado pela família como um jovem querido e honesto.
Foto: Acervo

“Ele deixou concluindo dentro de uma carta que era a maior alegria dele estar trabalhando”, afirmou.

Para a mãe, Miguel era um menino querido, trabalhador, calado e muito honesto. Sendo um bom moço, educado, maravilhoso. 

 “Tinha suas dificuldades, mas sempre levou seus negócios certo. Ele não foi uma pessoa de briga, foi de companheirismo, sempre cuidando de sua família, não faltava nada”, encerrou.

Siga o Folha Norte SC e receba mais notícias de Garuva e região!

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*