PM de Itapoá comprova que já havia orientado família sobre mini-fusca apreendido

A Polícia Militar de Itapoá se manifestou na manhã desta sexta-feira (7), sobre a polêmica apreensão de uma réplica infantil de um fusca que estava circulando pelas ruas do município. O caso ganhou destaque nas mídias nacionais e gerou debates. Em um vídeo publicado, a PM de Itapoá comprovou que no dia 31 de dezembro já havia orientado os responsáveis sobre a circulação do veículo, mas que a família não acatou as orientações.

No print do vídeo é possível ver a polícia orientando a família que trafegava com o mini veículo. Foto: Divulgação

Em entrevista ao G1, a família contestou a afirmação de que teria sido orientada previamente pela polícia a não transitar com o veículo em via pública. Segundo Simone Franca, mãe da criança, o pai da menina foi multado e teve a habilitação suspensa.

“Simplesmente, ele [o policial militar] parou a gente e já foi chamando o guincho. Eu fui mostrar a nota fiscal e ele não quis ver”, disse sobre o brinquedo que é de sua filha de 7 anos. A família mora no Paraná e possui uma casa de praia no litoral catarinense, onde passava o réveillon. Além da menina, o pai dela estava no carrinho.

Veículo foi apreendido e gerou repercussão nacional. Foto: Divulgação

Na mesma entrevista, a polícia afirmou que já havia orientado a família e argumentado que era a criança quem conduzia o carrinho no momento da abordagem, e comentou que o pai da menina vai responder criminalmente “por entregar o veículo a condutor não habilitado e menor de idade”.

Além da publicação do vídeo, a polícia divulgou em suas redes sociais uma nota explicando as normas que motivaram a ação:

1) O “carrinho” motorizado, movido a gasolina, circulando em uma via pública recebe o tratamento como veículo automotor, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB);

2) O mesmo estava sendo conduzido sem as devidas condições de segurança, colocando em risco outras pessoas;

3) O veículo estava circulando sem a documentação necessária (licenciamento) e dirigido por pessoa não habilitada ( *menor de idade*) o que potencializa em muito os riscos de acidentes graves;

4) Pelas regras definidas no Código de Trânsito Brasileiro situações como esta acarretam na remoção do mesmo, além das autuações pertinentes;

5) A entrega de veículo a pessoa não habilitada também configura o crime do art. 310 do mesmo código;

6) Destacamos ainda que *em abordagem anterior a família já havia sido orientada a não circular em via pública*, o que demonstra a nossa preocupação em agir preventivamente e procurando sempre a orientação, contudo, a orientação infelizmente foi ignorada pelos responsáveis.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC e receba mais notícias de Itapoá e região

1 Comment on "PM de Itapoá comprova que já havia orientado família sobre mini-fusca apreendido"

  1. Parabéns para a polícia de ITAPOÁ, e aos pais resta, lamentar pela exposição de seus filhos a enorme risco, colocando-nos no trânsito, expor riscos a incapaz. Lei nesses pais inconsequentes e irresponsáveis

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*