Motorista de SFS busca apoio para comprar prótese após perder perna em acidente

“Minha perna estava do outro lado da rua”, revelou Nilton Luiz da Costa Rocha, 49 anos, em entrevista ao Folha Norte SC

Nilton Luiz da Costa Rocha, 49 anos, acordava cedo aquela manhã para mais uma rotina de trabalho como motorista no Hospital Nossa Senhora da Graça, em São Francisco do Sul. Morador do bairro Praia Grande, após o café matinal, assentou-se sobre a moto e seguiu rumo ao Centro do município. Enquanto dirigia pela rodovia, uma caminhonete cortou sua frente. Sem tempo de frear, bateu com força em sua traseira. Instantes após o acidente, sentiu a calça encharcar-se abaixo da cintura, e a ausência de algo: “Minha perna estava do outro lado da rua”, contou em entrevista ao Folha Norte SC.

Nilton após o acidente. Foto: Acervo

Mesmo com o choque do momento, Nilton, que já atuou como bombeiro em São Francisco do Sul, afirma que manteve a calma, pois, segundo ele, já tinha experiência com atendimento de feridos. “Na hora do acidente até pedi ‘pro’ rapaz pegar a perna que estava no canto da rua”, completou o motorista que fez seu próprio torniquete com a calça para estancar o sangue. Nilton foi levado pelo helicóptero águia ao Hospital Nossa Senhora da Graça e passou por uma cirurgia de retirada de parte da perna que não haveria como ser reconstituída. 

Uma nova vida

Com uma nova realidade, Nilton, hoje, tenta seguir a rotina de cadeira de rodas. Ciente de que não poderá mais trabalhar com o socorro às pessoas, hoje, busca apoio da comunidade de São Francisco do Sul para reiniciar a segunda chance que teve para viver, onde terá que reformar a casa para locomover-se com a cadeira e futuramente adquirir uma prótese.“Só tenho a agradecer todas as pessoas que estão ajudando, e estão ao meu lado”, destaca.

Nilton busca apoio para recomeçar sua vida. Foto: Acervo

A confeiteira Estefane Cristine da Silva Rocha 29 anos, filha do motorista, afirma que, pelo carinho que a comunidade franciquense tem pelo pai, as doações chegam desde o dia do acidente, já proporcionando a reforma do banheiro adaptado para ele. “O pessoal trouxe bastante coisa pra ele. Estamos conseguindo aos poucos”, conta Estefane que, ao lado do marido, ajudará o pai que não terá mais renda. 

“Esse mês ele ainda recebeu pagamento, mês que vem vamos se virar aqui pra ajudar”, complementa. 

Sobre o pai, a confeiteira o descreve como trabalhador e atencioso com a família que constituiu, sendo exemplo de força e perseverança para os filhos, e destacou a dor do seu filho, neto de Nilton, quando viu o avô em uma cadeira de rodas: “Agora o vovô não vai mais poder brincar comigo”, lamentou o menino.

Uma campanha foi lançada nas redes sociais para Nilton comprar uma prótese, além de reformar a casa para sua adaptação. Para os leitores que quiserem ajudar, faça sua doação pelo Pix: 47999518446 com o nome Nilton Luiz da Costa Rocha. Para mais informações, entre em contato pelo WhatsApp: 47 99672-7458.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC no Facebook e receba mais notícias de São Francisco do Sul e região!

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*