Meninas de Araquari brilham em campeonato nacional de caratê e destacam referência feminina no esporte

Amanda Piose, Nicole Ortiz e Maria Eduarda Loreno, ambas com 16 anos, tornaram-se referência do caratê em Araquari após conquistarem a medalha de ouro em um campeonato brasileiro júnior

Elas treinam desde a infância e, hoje, as adolescentes Amanda Piose, Nicole Ortiz e Maria Eduarda Loreno, ambas com 16 anos, tornaram-se referência do caratê em Araquari após conquistarem a medalha de ouro em um campeonato brasileiro júnior na modalidade kata, um estilo de caratê onde são avaliados os movimentos de combate, que pode ser realizado em conjunto ou individualmente. O campeonato foi em outubro, no município de Caucaia, no Ceará. 

Dedicadas, competentes e perseverantes, como destacaram suas famílias, as atletas demonstram a cada conquista que o esporte marcial também é delas. “Atualmente, tem mais meninas do que meninos treinando em nossa academia”, revelou Nicole que conheceu o esporte por meio de seu irmão, aos seis anos de idade, quando o acompanhou em um treino. A jovem conta que, a partir daquele dia, viu no caratê sua nova paixão, conquistando campeonatos estaduais e nacionais. 

Já Maria Eduarda adentrou o esporte aos quatro anos de idade para servir como tratamento alternativo de um problema de saúde, desde então  “conquistei vários campeonatos estaduais e também fui campeã brasileira”, comemorou a atleta que almeja chegar às olimpíadas.

Caratecas ao lado do instrutor. Foto: Divulgação

Amanda, que é duas vezes medalhista de bronze e uma de ouro, é vista como uma jovem focada tanto nos estudos como no esporte, tendo as vitórias como resultado de seu trabalho. “Gostaria muito de agradecer a todos que estiveram na torcida por mim”, disse sobre a última conquista alcançada ao lado das colegas. 

Cristiano Waltrick Branco, de 45 anos, é o sensei (instrutor) das atletas campeãs. Ele acompanha o desenvolvimento das jovens desde os oito anos pelo grupo Yokohama de Caratê, fundado por Célio d’Avila e sediado na Associação de Moradores do Bairro Rainha. Para o sensei, as atletas são, de fato, dedicadas e focadas nos treinos, algo crucial para as conquistas esportivas.

Atletas durante o treino. Foto: Divulgação

O instrutor acredita que o caratê é uma disciplina que estimula o respeito, desenvolvendo uma filosofia de vida, valores da família que são pregados no esporte. Ele acrescenta que a modalidade também torna-se uma ferramenta transformadora em uma comunidade, “pois pode ajudar a crianças jovens e adolescentes a sair da vulnerabilidade social melhorando sua autoestima, parte física e seu modo de encarar a vida, com responsabilidades”, afirmou.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC e receba mais notícias de Araquari e região

2 Comments on "Meninas de Araquari brilham em campeonato nacional de caratê e destacam referência feminina no esporte"

  1. Professor Cristiano é muito dedicado nos treinamentos ele só precisa de uma oportunidade na prefeitura p dar aula gratuita p quem não tem condições de pagar

  2. Cristovão João Alves | 05/12/2021 at 8:11 am | Responder

    Parabéns sensei Cristiano e para suas atletas também, pela grande conquista, resultados assim vem somente quando existe parcerias de um todo. Oss.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*