Livros de campo-alegrense com epilepsia ajudam na produção de dissertação de mestrado

As obras foram cruciais para o desenvolvimento do trabalho realizado pelo advogado e professor Gustavo Daniel Tavares Bastos Gama

As obras do escritor campo-alegrense Márcio Augustin, 51 anos, além de enriquecer a cultura do município, agora, também serve como material de estudo para universitários. O advogado e professor Gustavo Daniel Tavares Bastos Gama, 42 anos, morador do Centro de Campo Alegre, utilizou as obras do escritor como referência bibliográfica para um trabalho crucial: sua dissertação de mestrado.

Escritor Márcio Augustin com suas quatro obras literárias. Foto: Acervo

Segundo Gustavo, a proposta de seu trabalho acadêmico tinha como foco buscar subsídios para propor um plano diretor ao turismo do município. Com o tema em mãos, iniciou uma vasta pesquisa por lugares com potencial turístico, como: casarões antigos, pontes, topos de morros e lugares contemplativos, além de referências bibliográficas sobre a história e cultura de Campo Alegre.

Trabalho de dissertação do advogado e professor Gustavo Daniel Tavares Bastos Gama.
Foto: Divulgação

“Para agregar valor ao trabalho, precisei, também, fazer uma pesquisa histórica, conhecer as histórias das localidades. Pesquisando na biblioteca do município e conversando com moradores, encontrei a obra de nosso amigo Toto”, conta sobre o achado.

Por meio das obras de ‘Toto’, apelido dado aos amigos a Márcio Augustin, o advogado conheceu as origens dos nomes das localidades do município e ‘causos’ que ocorreram na região envolvendo personalidades de Campo Alegre. “As obras dele deram subsídio para que eu pudesse justificar a relevância histórico-turístico dos lugares que visitei, e, por isso, inclusive, os livros dele fazem parte da minha referência bibliográfica”, explica.

Dissertação consta com referências bibliográficas das obras do autor campo-alegrense Márcio Augustin. Foto: Divulgação

Após conhecer as obras, que foram fundamentais para a realização da dissertação, o advogado conheceu o autor, e ficou surpreso ao saber que Márcio tinha limitações motoras, devido a epilepsia. Grato pelo acervo literário deixado para Campo Alegre, que, agora, é utilizado como uma rica fonte de conhecimento, o professor Gustavo agradece ao escritor:

“Quero agradecer o Márcio Augustin pela dedicação, pelo trabalho e pela pesquisa histórica que fez para o nosso município de Campo Alegre. Essa pesquisa me ajudou em minha pós-graduação e tem ajudado muitos outros pesquisadores, estudantes e estuosos. É um trabalho que vai ser sempre lembrando com muito carinho. Entrou para a história do nosso município, e esperamos que ele escreva ainda muito mais obras, falando sobre as famílias, os lugares e a história deste lugar que amamos tanto”.

Gustavo Daniel Tavares Bastos Gama, 42 anos, advogado e professor

Em entrevista ao Folha Norte SC, Márcio Augustin, que foi homenageado pelo jornal no aniversário de Campo Alegre, confirmou que já planeja a publicação de sua quinta obra literária: “Causos em torno de um fogo de chão”, que contará as histórias trazidas pelos tropeiros que passavam no município. 

Leia também: Campo-alegrense supera epilepsia e enriquece literatura do município com publicação de quatro livros

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*