Itapoá é o quinto município de SC que mais cresceu em estimativa de população, aponta IBGE

Com um crescimento de 2,78%, o município possui 589 novos moradores

Com 21.766 habitantes, Itapoá tornou-se em 2021 o quinto município catarinense que mais cresceu em estimativa de população, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com um crescimento de 2,78%, o município possui 589 novos moradores em comparação com a estimativa do ano passado que foi de 21.177 habitantes.

Itapoá, no Litoral Norte de Santa Catarina — Foto: Prefeitura de Itapoá/ Divulgação

Itapoá. Foto: Prefeitura de Itapoá

Ao todo, 190 cidades catarinenses tiveram crescimento populacional em relação à estimativa do IBGE de 2020. A cidade que mais cresceu em estimativa de população em 2021, segundo o IBGE, foi o município de Araquari.

Análise do IBGE

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

Os efeitos da pandemia da Covid-19 no efetivo populacional não foram incorporados nesta projeção, devido à ausência de novos dados de migração, além da necessidade de consolidação dos dados de mortalidade e fecundidade, fundamentais para se compreender a dinâmica demográfica como um todo. O Censo Demográfico 2022 trará não somente uma atualização dos contingentes populacionais, como também subsidiará as futuras projeções populacionais, fundamentais para compreender as implicações da pandemia sobre a população em curto, médio e longo prazo.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC e receba mais notícias de Itapoá e região

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*