Garuva em alerta: município já registrou 106 focos do mosquito da dengue em 2022

Segundo o Diretório de Vigilância Epidemiológica (Dive Santa Catarina), Garuva já contabilizou em 2022 106 focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor de três doenças: dengue, zika vírus e chikungunya. De acordo com a entidade, foram detectados 23 focos em janeiro, 42 em fevereiro e 41 em março. Mesmo considera pelo diretório de vigilância como município infestado pelo mosquito da dengue, ainda não há casos registrados da doença em Garuva. No ano passado, foram detectados 224 focos no município.

A Prefeitura do município afirma que a Vigilância Epidemiológica de Garuva está realizando ações contínuas de combate a dengue desde o início do ano. Os agentes de endemias e agentes comunitários de saúde realizam levantamento dos índices, identificam focos e possíveis criadouros, fazem o recolhimento dos objetos que possibilitem o acúmulo de água parada, realizam tratamentos e fazem orientação a população.

Espaço publicitário

Para os próximos dias, serão entregues panfletos nas residências para conscientização dos cuidados básicos que podem ser adotados com a finalidade de evitar o surgimento de novos nascedouros dos mosquitos e com isso evitar a disseminação da dengue. Nas redes sociais, a prefeitura divulga frequentemente a preocupação com dengue e as medidas simples que a população pode tomar para cuidar da sua residência.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC e receba mais notícias de Garuva e região

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*