Garuva acionará Ministério Público após identificar baixo recebimento de vacinas por porcentagem de habitantes

Proposta é averiguar os critérios utilizados para diferenciar o quantitativo de doses entregues; município ocupa penúltima colocação no ranking de vacinação da regional de Joinville

A Prefeitura de Garuva estará em reunião na manhã desta quarta-feira (9), com representantes do Ministério Público de Santa Catarina após a Secretaria de Saúde do município identificar que algumas cidades com população semelhante e até inferior ao município receberam maior quantidade de vacinas contra a Covid-19, fato que já foi levado ao conhecimento do Ministério Público e também a conhecimento da Comissão Intermunicipal Bi-Partite (CIB). A proposta é averiguar os critérios utilizados para diferenciar o quantitativo de doses entregues.

Em reportagem publicada pelo Folha Norte SC, na semana passada, o jornal analisou os números da porcentagem de população vacinada entre os oito municípios que compõem a região de Joinville e constatou que Garuva ocupava a penúltima colocação.

PopulaçãoPorcentagem de imunizados com 1ª dosePorcentagem de imunizados com 2ª dose
18.484(15,84%) 2.927 moradores (6,24%) 1.154 moradores
Dados divulgados pela Secretaria de Saúde de Santa Catarina

Em entrevista ao jornal, o secretário de Saúde de Garuva Rogério Thomas, levantou alguns pontos sobre a campanha de vacinação no município.

De acordo com Rogério, as etapa de vacinação em Garuva são concluídas em tempo hábil, sem grande quantidade de estoque, e segue de acordo com as orientações recomendadas pelo Ministério da Saúde. “Não existe baixa aplicação de vacinas em nosso município, conforme recebemos é realizada a vacinação”, ressaltou. O secretário também afirmou que não foi identificado rejeição por parte da população. “Realizamos busca ativa para reforçar possíveis munícipes que não tenham sido vacinados”.

Na questão das campanhas de divulgação das etapas de vacinação, o secretário enfatizou que a Secretaria Municipal de Saúde utilizou como meios de comunicação: ligações telefônicas, avisos presenciais através dos agentes comunitários de saúde, mensagens via Whatsapp, divulgação nas redes sociais, chamadas em rádio, cartazes, divulgação em portais de internet, jornal e outdoors incentivando a população a seguir o calendário de vacinação, para tentar atingir toda a população. Em destaque à população sem acesso à internet, Rogério ressaltou que houve campanhas em rádios locais e elas continuarão.

“Além disso, houve campanhas de vacinação nos principais meios de comunicação do município, jornais e portais de internet, além de releases informativos divulgados frequentemente pela Prefeitura. Há uma indicação recente do vereador Daniel Olivério, da Câmara de Vereadores, para uso de carro de som nas localidades mais distantes falando sobre os grupos prioritários a receberem a vacina, que será realizado nos próximos dias. Lembrando que as agentes comunitárias de saúde fazem visitas nessas famílias e tiram dúvidas da população também quanto a vacinação, não só de Covid-19, quanto das demais vacinas previstas no calendário de vacinação”, disse.

Siga o Folha Norte SC no Facebook e receba mais notícias de Garuva e região!

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*