Em novo mutirão de vacinação, Garuva acelera processo de imunização dos moradores

O local de aplicação das vacinas será no Núcleo Especializado em Saúde, sábado, das 8h às 17h, sem fechar para o almoço

Garuva iniciará neste sábado (12), um novo mutirão para acelerar a imunização dos moradores, com vacinação contra a gripe e a Covid-19 para pessoas sem comorbidades acima de 50 anos. O local de aplicação das vacinas será no Núcleo Especializado em Saúde, das 8h às 17h, sem fechar para o almoço.

Confira se você pode ser vacinado:

Pessoas sem comorbidades acima de 50 anos, profissionais da rede de educação – inclui professores, merendeiras, auxiliar de serviços gerais, dentre outros -, caminhoneiros, motoristas de ônibus e profissionais da limpeza urbana.

Caso ainda não tenham se imunizado, ainda poderão se vacinar: pessoas com comorbidades – neoplasias, diabetes, doenças renais, anemia falciforme, doenças pulmonares crônicas graves, imunossuprimidos, pacientes transplantados, com HIV ou câncer -, obesidade com IMC acima de 40, cardiopatas graves e com hipertensão arterial), idosos acima de 60 anos, profissionais das forças de segurança, profissionais de saúde, indígenas, gestantes e puérperas com comorbidades.

Documentação necessária

  • Pessoas sem comorbidades acima de 50 anos: documento original com foto
  • Caminhoneiros e motoristas de ônibus: carteira de habilitação ou holerite que comprove vínculo na função
  • Limpeza urbana: documento ou holerite que comprove vínculo na função
  • Profissionais da educação: declaração assinada pelo chefe imediato
  • Comorbidades: atestado médico que indique a comorbidade ou receita médica com data de emissão inferior a um ano

Quem pode tomar a vacina da gripe?

Idosos acima de 60 anos, professores da rede pública e privada, gestantes, povos indígenas, trabalhadores da saúde, mulheres que tiveram filhos a pouco tempo, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, forças de segurança e salvamento, trabalhadores portuários, trabalhadores do transporte coletivo, caminhoneiros, pessoas com deficiência permanente e pessoas com comorbidades acima de 18 anos.

Pessoas com diagnóstico confirmado para covid-19 devem adiar a vacinação contra a influenza e os idosos que receberam a vacina contra covid-19, devem respeitar um intervalo de pelo menos 14 dias entre a aplicação da vacina da Covid-19 e a da gripe. O imunizante contra o coronavírus deve ser priorizado.

Siga o Folha Norte SC no Facebook e receba mais notícias de Garuva e região!

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*