Dia do Agricultor: produtores de Campo Alegre agem para não perder comida da merenda escolar com geada

“A gente está fazendo todo este trabalho para não faltar comida às crianças na cidade”, revela o agricultor Lucimar Hoff

O Dia do Agricultor é celebrado nesta tarde em Campo Alegre com uma verdadeira corrida contra o relógio. Com a previsão de temperaturas que podem chegar aos -3 °C no município, ao contrário dos amantes do frio que buscam esta época do ano para contemplar as belezas das paisagens frias da serra, a preocupação com a possibilidade de perdas na plantação de hortaliças fez os produtores do município apressarem-se para proteger as roças com uma técnica ensinada por especialistas da Epagri/Ciram.

Técnica utilizada pelos agricultores para não perder plantação para a geada. Foto: Divulgação

De acordo com o agricultor Lucimar Hoff, no ligar de homenagens, o dia foi marcado pela busca por serragem para queimá-as em barris de alumínio no meio das plantações. Segundo o agricultor, esta técnica contribui para evitar que o orvalho congele e queime as hortaliças, matando-as. “A fumaça do fogo ajuda na proteção da lavoura e não deixa a geada abaixar em cima”, conta.

Agricultores de Campo Alegre trabalhando para proteger hortaliças do frio. Foto: Divulgação

Lucimar ressalta uma preocupação primordial que faz do trabalho em seu dia uma reflexão da importância dos agricultores em nossa sociedade: “a gente está fazendo todo este trabalho para não faltar comida às crianças na cidade”, revela. Com colegas de trabalho, Lucimar complementa que seus produtos são destinados aos pratos das merendas de escolas em Campo Alegre, Joinville e São Bento do Sul.

Texto: Herison Schorr

Jornalista Formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC no Facebook e receba mais notícias de Campo Alegre e região!

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*