Conheça Francisco Faligurski, morador de Itapoá que dá nome à praça do bairro Samambaial

Foi apresentado nesta semana pela vereadora de Itapoá Izabel Correia Marcondes (PL) um projeto de lei que visa batizar a praça do bairro Samambaial com o nome de Praça Francisco Faligurski. O projeto foi aprovado e já entrou em vigor.

Quem foi Francisco Faligurski?

Francisco Faligurski nasceu em Erechim no Estado do Rio Grande do Sul dia 6 de setembro de 1941. Descendente de poloneses, com as dificuldades que enfrentavam com a chegada dos seus ascendentes ao Brasil, junto aos seus pais, migrou para o Paraná e para Santa Catarina. Nesse período, casou-se com Lorena Madalena Faligurski, com a qual gerou três filhos, sendo: Rosi Mery Faligurski, Ivani Faligurski Silva e João Márcio Faligurski, este já em território catarinense novamente.

Chicão, como era conhecido, mudou-se para Itapoá em 1993. Segundo a família, ele foi um grande atuante pelas causa da comunidade do bairro Smambaial. Foto: Acervo


Chicão, como era conhecido, mudou-se para Itapoá em 1993, vindo do Oeste catarinense, da cidade de São Lourenço do Oeste. Chegando neste município, fixou residência no Bairro Samambaial, na rua da Graça nº 1453, onde permaneceu até seu falecimento no dia 4 de junho de 2010.

De acordo com os familiares, Francisco sempre foi um homem defensor de sua família, apesar das dificuldades que enfrentou, pois veio de uma origem humilde. Criou seus filhos com muito sacrifício, mas
nunca deixou faltar alimento em sua mesa e, mesmo na dificuldade, nunca deixou de estender a mão ao próximo quando precisassem.

Espaço publicitário

Na sua passagem pelo Paraná e Oeste catarinense, sempre foi muito querido pelos seus amigos e sempre gostou de uma boa briga em defesa da comunidade a qual pertencia; uma delas no Oeste, Francisco participou da luta pelo atendimento odontológico às crianças das escolas rurais e pela implantação da linha de ônibus que ligava a comunidade à cidade, trecho de 36km.
Quanto à sua vida em Itapoá, chegou aqui com o município ainda recém-emancipado, mas como gostava muito de se envolver com a sociedade, participou da Fundação da Acoin. De forma voluntária ajudou a construir o atual prédio e foi membro da primeira diretoria.

Praça Francisco Faligurski. Foto: Prefeitura de Itapoá

Além disso, foi membro de APP do Colégio Nereu Ramos, também fez parte da luta pelas extensões de rede elétrica e água no samambaial, cooperou também de forma voluntária da construção da atual Cozinha Comunitária no Samambaial,.
Participou das primeiras reuniões sobre a regularização do Samambaial, foi atuante nas
discussões sobre a construção da 1ª quadra do Samambaial e foi um dos fundadores da
igreja católica Cristo Ressuscitado no Samambaial, onde, de forma voluntária mais uma vez,
junto aos demais membros, colaborou com a construção do prédio onde é a sede da Igreja
nos dias de hoje.
Ainda no município, recebeu muitas visitas de pessoas que buscavam remédios caseiros para doenças, pois tinha grande conhecimento em razão da forma com que foi criado e criou os seus filhos, com garrafadas de árvores medicinais colhidas na natureza. Sendo assim, acabou ajudando muita gente a obter a cura com estas ervas.

Devido a sua postura participativa, sempre foi parte das discussões sociais e teve voz entre tantos, e
na sua humildade sempre buscou atender o interesse da sociedade a qual ele estava inserido.
Chicão foi um homem muito querido e amado pelos seus familiares e amigos. Deixou
saudades por onde passou, inclusive após sua partida para a vida eterna, sempre é lembrado
em conversas dos familiares e amigos pelos seus feitos e batalhas, pelo bom marido que foi
mantendo seu primeiro e único casamento até sua morte. Foi também um bom pai que em
meio a todas as tempestades criou seus filhos dentro de princípios e regras familiares e
sociais, sendo o espelho e motivo de orgulho para seus filhos.

Siga o Folha Norte SC no Facebook e receba mais notícias de Itapoá e região!

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*