Confeiteira de Itapoá desenvolve lesão grave no ombro e faz campanha por cirurgia

“Estou sem condições de exercer meu trabalho, pois a dor é constante e muito forte”, lamentou Jucelei que recebe ajuda da companheira e da filha para trabalhar

A confeiteira Jucelei Capote, de 49 anos, carinhosamente conhecida por Ju e moradora do bairro Paese em Itapoá desenvolveu uma grave lesão no tendão do ombro que, atualmente, está 90% comprometido. De acordo com a confeiteira, a lesão foi ocasionada devido aos movimentos repetitivos do trabalho. 

“Estou sem condições de exercer meu trabalho, pois a dor é constante e muito forte”, lamentou Jucelei que recebe ajuda da companheira e da filha para trabalhar. 

Com a impossibilidade de realizar suas funções como antes, Jucelei buscou pelo auxílio doença, mas não o recebe desde abril, o que prejudica no pagamento do aluguel da casa.

Confeiteira Jucelei faz campanha para conseguir cirurgia no ombro. Foto: Divulgação

Preocupada, recebeu a notícia de que, se não fizer a cirurgia, poderá perder o movimento do braço, caso o tendão se rompa por definitivo. Correndo contra o tempo, a confeiteira criou uma campanha online para arrecadar o valor da cirurgia, que é de 20 mil reais.

Para ajudar Jucelei, clique aqui.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC e receba mais notícias de Itapoá e região

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*