Araquari: Dia do Índio é tema de “Informativo Ambiental” da Fundema

 “Os indígenas têm um papel ambiental importante, tanto para preservação das plantas e dos animais, quanto para fertilidade do solo. Por culturalmente serem muito próximos à terra e à natureza, têm uma relação de muito respeito com ela”, comenta a engenheira sanitarista da Fundema, Laura Cecília Müller

Esta é a 8ª edição do “Informativo Ambiental” criado pela Fundação Municipal do Meio Ambiente de Araquari (Fundema) e ela foi publicada hoje, 19 de abril, em comemoração ao Dia do Índio. “Os indígenas têm um papel ambiental importante, tanto para preservação das plantas e dos animais, quanto para fertilidade do solo. Por culturalmente serem muito próximos à terra e à natureza, têm uma relação de muito respeito com ela”, comenta a engenheira sanitarista da Fundema, Laura Cecília Müller.

Segundo ela, por outro lado, os indígenas de diversas regiões vêm sofrendo com a expansão da agricultura, urbanização e mineração. “Por isso é tão importante a compreensão de sua cultura e o incentivo à preservação de suas áreas. Eles contribuem muito para a preservação ambiental”, diz.

A data de 19 de abril foi escolhida para celebrar o dia do índio, porque foi quando aconteceu o 1º Congresso Indigenista Interamericano, em 1940. O Congresso teve como objetivo reunir líderes indígenas das diferentes regiões do continente americano e zelar pelos seus direitos. Atualmente, o propósito continua o mesmo, incluindo-se o acesso à políticas de educação e inclusão social.

Em Araquari, os indígenas são do povo Guarani e falam a língua tupi-guarani. As áreas são divididas em terra indígena Piraí, com uma área oficial de mais de 3 mil hectares e 155 indígenas. Na cidade ficam ainda a terra indígena Tarumã, com área oficial de 2,1 mil hectares e 20 indígenas, e a terra indígena Pindoty, com área de 3,2 mil hectares e 70 indígenas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*