Secretário de Saúde do Estado sinaliza suporte para leitos de tratamento intensivo contra Covid-19 em SFS

Autoridades se reuniram na manhã desta quarta-feira (17), para discutir soluções de enfrentamento da pandemia

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, esteve em São Francisco do Sul, nesta quarta-feira (17), e sinalizou apoio ao município após conhecer o suporte dado aos pacientes no Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça (HMMNSG). O prefeito Godofredo Gomes Moreira Filho, o vice-prefeito Sérgio Murilo de Carvalho Oliveira e o secretário de Saúde, Jefferson Pacheco de Moraes, recepcionaram Ribeiro.

O primeiro momento da visita foi uma reunião para entender o funcionamento da unidade e quais as necessidades atuais. O encontro contou, ainda, com a presença do vereador Laurecir Fleming, do secretário de Governo, Tufi Michreff, além da diretora executiva, Clemência Moreira, e da diretora técnica do HMMNSG, Lizabel Balta Zumba. Depois foi feita uma visita à estrutura.

Autoridades do Estado e do município reuniram-se nesta quarta-feira.
Foto: Prefeitura de São Francisco do Sul

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, o objetivo da visita foi entender o que o HMMNSG está ofertando e o que mais pode oferecer em serviços nesse momento complicado de enfrentamento à pandemia. “Esse hospital tem, originalmente, 37 leitos cadastrados e pode aumentar para 50. A partir desse trabalho feito pelo Município, será possível atender mais. Além disso, existe uma necessidade concreta de colocarmos aqui uma terapia intensiva para que se mantenha pacientes mais graves, por um tempo maior e com qualidade e segurança de atendimento”, frisou Ribeiro.

Para o prefeito, a participação do Estado é muito importante para que a cidade otimize o atendimento. “Estamos priorizando a saúde, o momento pede isso, com mais recursos financeiros e gestão focada, mas, ainda assim, precisamos de apoio. Por isso, buscamos trazer o secretário de Estado para entender a estrutura que hoje dispomos, pois queremos dar um suporte melhor”, destaca Godofredo que segue com trabalhos focados na contratação de mais profissionais e aquisição de equipamentos.

A nova cepa do coronavírus aumentou a gravidade da doença e tem afetado pacientes de uma faixa etária mais baixa. Boa parte dessas pessoas acabam precisando de suporte de diálise, que foi mais uma demanda apresentada pelo prefeito ao secretário. “Uma vez estruturado o serviço de alta complexidade neste hospital, temos que dialisar os pacientes e isso está sendo estudado junto ao Estado e, em breve, teremos soluções”, aponta Ribeiro.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*