Projeto Atitude pelos Oceanos inicia ações de retirada de lixo marinho de praias de São Francisco do Sul

As primeiras ações operacionais iniciam em abril e ocorrem até junho, com limpeza agendada para esta quinta-feira (1º) em São Francisco do Sul e dias 5 e 6 na Ilha do Mel (PR)

Retirar mais de 15 toneladas de resíduos de praias pouco habitadas e de difícil acesso do litoral do Paraná e Santa Catarina. Essa é a meta da etapa inicial do projeto Atitude Pelos Oceanos, criado pela Organização Não-Governamental Eco Local Brasil. As ações operacionais serão realizadas em todo país ao longo do ano e a primeira etapa começa no mês de abril, com limpeza de praias marcadas para o dia 1º em São Francisco do Sul, e para os dias 5 e 6 de abril na Ilha do Mel (PR).

Em São Francisco do Sul, as ações de limpeza vão começar na Praia Grande e devem se estender até a Praia do Ervino, com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Já na Ilha do Mel, o foco são praias não habitadas e com pouco movimento. De acordo com o coordenador da ONG, Filipe Oliveira, apesar de pouco habitadas ou inóspitas, as praias escolhidas concentram grandes quantidades de resíduos.

Filipe explica que o montante de resíduos retirados das ações de limpeza passará por gerenciamento certificado. Ele reforça que todas as ações serão realizadas de acordo com os decretos locais de combate à pandemia da Covid-19. As ações envolvem equipes reduzidas e, apenas se for possível, contará com apoio da população local. “Queremos fazer as ações com a maior segurança possível e, por isso, vamos atuar com muito respeito e de acordo com as recomendações da vigilância sanitária de cada localidade”, destaca.

Com ampla estrutura logística, que envolverá transporte terrestre e marítimo, o projeto Atitude pelos Oceanos conta com apoio de órgãos públicos competentes de cada área que envolve as ações e é patrocinado pela Core Case, Favretto Painéis, HB Brasil, Keep the Ocean Blue e PortoNave.

Vídeo teaser de lançamento do projeto, que colabora com um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) – ODS 14 Vida na Água -, atendendo a meta relacionada às medidas para restauração, a fim de assegurar oceanos saudáveis e produtivos.

Sobre a Eco Local Brasil

ONG Eco Local Brasil atua há 18 anos com ações ambientais de limpeza de praias e educação ambiental em escolas pelo Sul e Sudeste do país. Desde 2018, a entidade aplica um diferencial único em suas mobilizações, que é o de também se responsabilizar pelo descarte do que foi coletado, não utilizar aterros e ainda reaproveitar em 100% os resíduos retirados, usando-os como matéria prima para produtos sustentáveis. Em pouco mais de dois anos, já foram retiradas dos oceanos e transformadas 65 toneladas de resíduos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*