Garuva: Campanha encerra com 33 mil para casal de idosos que perdeu casa em incêndio

Dona Catarina contou que comprará umas coisinhas que eles precisam; “Deus que ajude quem ajudou todos nós”, completou Sebastião, seu marido

A campanha de arrecadação para o seu Sebastião, de 95 anos, e de dona Catarina, de 75, encerrou na semana passada. O valor total arrecadado foi de R$ 33.438,00. A campanha tinha como meta apenas 5 mil reais.

Segundo familiares, no site vakinha.com, foram arrecadados R$ 26.438,00. Parte do valor, cerca de 20%, ficará com o site, como política presente nos termos da empresa vakinha.com. Outra parte, de 7 mil reais, foram depositados diretamente na conta da família.

Foto: Herison Schorr

“Agradecemos todas as pessoas que ajudaram de coração, este dinheiro será bem usado, em prol deles. Se faltar algo, vamos comprar, além de investir na saúde deles. Eles estão muito gratos”, informou Marli Silveira, nora do casal.

Dona Catarina contou que comprará umas coisinhas que eles precisam. Ela agradece, imensamente, a todos os colaboradores. “Deus que ajude quem ajudou todos nós”, completou Sebastião.

Entenda

No dia 24 de fevereiro, uma casa de mais de 50 anos foi consumida em questão de minutos por um incêndio, na localidade de Urubuquara, em Garuva. Dentro dela, moravam o agricultor Sebastião Silveira, de 95 anos, e sua esposa Catarina Tomazoni, de 78. De acordo com Flávio Silveira, 45, filho do casal, o incêndio começou por volta das 8h da manhã.

Foto: Herison Schorr

Ele estava no trabalho, que fica em frente à casa dos pais, quando foi avisado das chamas que saía da casa dos idosos. “Quando cheguei, ele estava tentando apagar o incêndio com um potinho de sorvete”, disse sobre o pai.

A matéria foi publicada pelo Folha Norte SC que, em parceria com a página Garoando, lançou uma campanha nas redes sociais. No mesmo dia, centenas de doadores colaboraram, da forma como podiam, para reestruturar a vida do casal de idosos.

No dia seguinte, a família Silveira recebeu a notícia de que o casal ganharia uma casa nova, e com todos os móveis dentro, das empresas Santer Empreendimentos e pelo All Stúdio Desing Ambientes Planejados. “Ficamos muito emocionados, quando meu sogro soube, se emocionou”, contou Marli em agradecimento às empresas.

Foto: Divulgação

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*