Covid-19: região da Amunesc atinge marca de 1.000 mortes desde o início da pandemia

Somente em 2021 já foram registradas 359 mortes

A região abrangida pela Associação de Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) ultrapassou hoje a triste marca de mil mortes em decorrência da Covid-19 desde o início da pandemia. Somente em 2021 os municípios da região registraram 359 óbitos. Em 31 de dezembro a região totalizava 643 mortes. Hoje são 1002 vidas perdidas para a doença.

O presidente da Associação e prefeito de Garuva, dr. Rodrigo Adriany David, lamenta o número. “Neste mesmo 11 de março do ano passado jamais imaginaríamos as proporções que a pandemia poderia tomar e os diversos impactos em nossos municípios. É muito triste chegarmos hoje contabilizando mais de mil vidas perdidas para este vírus. Nos solidarizamos com os familiares e amigos que convivem hoje com a saudade de quem se foi”, declarou.

No dia 11 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a existência de uma pandemia, ou seja, a epidemia do Novo Coronavírus já tinha se tornado global. No dia seguinte, Santa Catarina registrava a confirmação do primeiro caso da doença no estado. A data também serve como alerta.

“Nós convivemos com este vírus há um ano e precisamos entender que esta é uma realidade que faz parte das nossas vidas. Não há um tratamento comprovadamente eficaz para minimizar os efeitos do vírus e não se pode fechar comércio e serviços por períodos prolongados de tempo. Enquanto sociedade, precisamos continuamente seguir com as medidas de prevenção. É um pedido que faço a cada cidadão da região da Amunesc. Vamos seguir usando máscara, higienizando as mãos e mantendo o distanciamento”, afirmou o presidente.

Dr. Rodrigo também é médico, e acredita na vacina como forma eficiente de combate à pandemia. “Somente imunizando a população é que vamos garantir alguma normalidade, e por isso reafirmo o compromisso dos prefeitos aqui da região. Estamos cobrando o governo federal para aquisição das vacinas e nos posicionando como interessados pela compra dos imunizantes caso o Plano Nacional de Imunização não seja cumprido”, disse.

O presidente faz ainda um apelo: “contamos com a colaboração de todos. Estamos vivendo o pior período da pandemia. Se puderem, evitem sair de casa e priorizem o home office. Usem máscara sempre que estiverem em companhia de outras pessoas. Vamos fazer a nossa parte para reduzir a transmissão do vírus”, concluiu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*