Vamos ajudar o casal de idosos que perdeu sua casa num incêndio? Colabore com a arrecadação on-line

Com o valor arrecadado, família pretende comprar móveis novos, roupas e, também, trocar a cobertura de uma construção que, agora, será o novo lar do casal

A família de seu Sebastião, de 95 anos, e de dona Catarina Tomazoni, de 75, lançou nas redes sociais uma campanha de arrecadação on-line para ajudar o casal de idosos que perdeu sua casa e boa parte dos móveis em um incêndio. O incidente ocorreu na manhã de ontem (24), na localidade de Urubuquara, em Garuva.

Sebastião e Catarina moravam na casa há mais de 50 anos. Foto: Herison Schorr

De acordo com a família, o valor arrecadado será utilizado para comprar móveis novos, roupas e, também, para trocar a cobertura de uma construção que, agora, será o novo lar do casal, doado pelo filho.

Entenda o caso

Uma casa de mais de 50 anos foi consumida em questão de minutos por um incêndio, na localidade de Urubuquara, em Garuva. Dentro dela, moravam o agricultor Sebastião Silveira, de 95 anos, e sua esposa Catarina Tomazoni, de 78. De acordo com Flávio Silveira, 45, filho do casal, o incêndio começou por volta das 8h da manhã. Ele estava no trabalho, que fica em frente à casa dos pais, quando foi avisado das chamas que saía da casa dos idosos. “Quando cheguei, ele estava tentando apagar o incêndio com um potinho de sorvete”, disse sobre o pai.

Sebastião e Catarina acompanhados da nora e do filho. Foto: Herison Schorr

De acordo com Flávio, colegas da empresa e de empresas próximas ajudaram no resgate dos pais e de alguns móveis; os demais, foram consumidos pelo fogo. “Agradeço ao pessoal da Zinco Ligas e da Baviera que vieram me ajudar”, destaca.

Casa foi consumida pelo fogo em questão de minutos. Foto: Herison Schorr

Dona Catarina, que morava no local desde seus 17 anos, conta que estava na cozinha no momento do incêndio, e não sabe como começou o fogo. “Só salvou a geladeira, o freezer e o fogão”, lamenta. Para seu Sebastião, agora, o futuro pertence a Deus. “Vou me virar, né, dou um jeito. O que puder fazer eu faço. Pedir; roubar não dá”, sugere. De acordo com a família, seu Sebastião tem Alzheimer e minutos depois do incêndio, pedia para voltar para casa, pois não lembrava mais do ocorrido.

Uma construção quase pronta nos fundos da casa de Flávio será o novo lar dos pais; porém, como perderam grande parte dos móveis, além de todas as roupas, a família está aceitando doações.

Para os leitores que quiserem colaborar com a campanha on-line, clique aqui. Para mais informações, entre em contato pelo WhatsApp: 47 99281-8912.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*