Araquari suspende aulas presenciais

A suspensão deve durar 15 dias

Após avaliação da atual situação de Araquari em relação ao coronavírus, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), decidiu suspender o início das aulas presenciais na rede pública municipal, marcada para o dia 1º.

A medida, discutida durante a reunião do Comitê de Combate à Covid-19 na manhã desta sexta-feira, 26, e publicada no Diário Oficial, levou em conta as medidas restritivas impostas pelo Governo do Estado, no que diz respeito a logística de transporte coletivo, bem como o agravamento do cenário epidemiológico em todo o Estado. A restrição de aulas presenciais impacta, também, a rede pública estadual, federal e privada de ensino. A suspensão deve durar 15 dias. 

De acordo com a SME, mesmo antes do início das aulas presenciais, de 1º a 25 de fevereiro, 30 profissionais da Educação foram afastados por conta de suspeita ou confirmação de Covid-19. Ao todo, o município conta com cerca de 500 professores, sendo que 10% estão trabalhando de casa por pertencerem ao grupo de risco para Covid-19. Além disso, a restrição de capacidade em 50% do transporte coletivo trouxe o desafio de logística para transportar alunos e professores para as unidades de ensino.  

As outras medidas restritivas seguem as normas do Estado, como o fechamento de todas as atividades não consideradas essenciais neste último final de semana de fevereiro. Até o dia 12 de março, está valendo o decreto 1.168, que estabelece restrições. Entre elas a redução do limite de funcionamento para 25% de ocupação em igrejas e templos religiosos.

Desde o início da pandemia, Araquari contabilizou 1732 casos positivos para a doença. Destes, 112 seguem em tratamento e 27 moradores morreram. O município vacinou 537 pessoas até agora, entre profissionais de saúde (318), idosos (42), idosos institucionalizados (11) e indígenas (165).

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*