‘Golpe do boleto’ preocupa moradores de Araquari; Procon e agências montam estratégias para evitá-lo

Crime consiste na aplicação de boletos falsos de empréstimos e financiamentos de veículos

Nessa quinta-feira (270, a diretoria do Procon de Araquari se reuniu com representantes de instituições financeiras da cidade para definir estratégias que evitem a aplicação do “golpe do boleto” na cidade. Denúncias frequentes para o órgão e autoridades policiais motivaram a iniciativa. Entre as deliberações, estão um treinamento com atendentes dos caixas, colocação de cartazes com informações e contatos telefônicos do Procon. O golpe consiste na aplicação de boletos falsos de empréstimos e financiamentos de veículos. 

De acordo com o diretor do Procon, Jeferson Petry, o órgão recebe, em média, 100 denúncias por mês de golpes como este. Petry explica que o golpe começa quando o consumidor no desejo de resolver seus débitos, pagar parcelas em atraso ou até mesmo buscar um empréstimo pessoal, procura na internet sites de bancos e, às vezes, acaba sendo direcionado para sites fraudulentos.

Para prevenir a aplicação do golpe, o Procon deve realizar em breve um treinamento com os funcionários que atuam diretamente nos caixas. “Destaco que a prevenção sempre é o melhor remédio, pois esses valores captados por quadrilhas especializadas em falsificar boletos são praticamente impossíveis de serem recuperados. Com a medida adotada, todos os caixas de todos os bancos e lotéricas deverão conferir o nome do sacado e do beneficiário do boleto no ato do pagamento”, explica Petry. 

Participaram da reunião, representantes da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Bradesco, Lotérica, Acredicoop e Sicoob. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*