Em meio à pandemia, morador de Garuva com 70 anos conclui séries finais

O alagoano José Aquino do Nascimento comemorou neste mês de dezembro a sua formação na Escola Municipal Vicente Vieira

O Folha Norte SC encerra o ano de 2020 com a temática que permeou grandes histórias publicadas por aqui: a devoção pela educação. Educadores, pais e alunos mostraram ao país exemplos de perseverança em prol de um futuro construído pelo conhecimento, assim como esta nova história.

Há cerca de 16 anos, Garuva recebia um novo morador vindo de Alagoas. Do lado de lá, trazia na bagagem as mazelas de uma vida difícil do sertão nordestino, onde muitas crianças deixam o estudo ainda cedo para ajudar os pais na lida das poucas lavouras que sobrevivem aos castigos da seca brasileira.

Em um contraste de realidades, ao chegar no município conhecido como “Paraíso das Águas”, devido a abundância azul, José Aquino do Nascimento viu germinar um sonho que parecia adormecido, esperando terra boa para florescer. E ele floresceu e frutificou. Com 70 anos, o alagoano comemorou neste mês de dezembro a sua formação no nono ano, concluído na Escola Municipal Vicente Vieira.

O que torna ainda mais desafiador e merecedor de todos os aplausos foi sua perseverança para formar-se em meio à pandemia que o isolou em casa, por ter idade de risco. E, neste momento, ainda reaprendendo a estudar naquele modo tradicional, José viu-se em um novo desafio: estudar à distância, pela internet. Estimulado pela necessidade de sempre reiventar-se, o formando revelou um segredo fundamental que lhe ajudou a aprender a navegar na sociedade das tecnologias: “Vendo a filha e as netas usando a internet, e eu sou um pouco curioso também, aí ficou mais fácil”, contou.

José estudando em casa. Foto: Acervo

Mesmo adquirindo a prática no mundo digital, José admite que não foi fácil aprender desta forma, “porque o professor faz falta”, salienta. Para tirar algumas dúvidas, aproveitava durante a entrega de algumas atividades na escola, tomando todos os cuidados para evitar uma possível contaminação pela Covid-19.

Sobre sua vivência em sala de aula, José conta algo que lhe incomodava, o qual, segundo ele, foi decisivo para a não conclusão do ensino médio: “Não penso em estudar mais, porque não me sinto bem olhar em volta e só ver adolescentes. Comigo eles não se misturam, e eu tenho vergonha”, admite.

Com esta decisão, que esperamos não ser decidida, José deixa um conselho para eles e demais alunos brasileiros: “Estudem, que o estudo só faz bem. Eu não estudei porque precisava trabalhar”, informa.

“Ele é extremamente esforçado”

A diretora da Escola Municipal Vicente Vieira, Anne Hubner, destacou a simpatia e o esforço do senhor José para a conclusão de seus estudos. “Extremamente esforçado; de uma simpatia, de um carisma, sempre alegre; muito dedicado em tudo o que ele faz”, afirma.

Para a diretora, o formando é merecedor de todos os elogios, graças e bênçãos de Deus. “Um senhor que é um exemplo para todo mundo que, muitas vezes, acha que já passou do tempo de estudar, sempre é tempo de inovar”, conclui Anne.

1 Comment on "Em meio à pandemia, morador de Garuva com 70 anos conclui séries finais"

  1. Parabéns ao seu José.
    É sempre uma alegria ver que alguém tem interesse de buscar o conhecimento.
    Parabéns mesmo.
    Ótimo exemplo de vida!!

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*