A delicadeza dos mosaicos nas mãos de Flor del Ceibo, em São Francisco do Sul

Localizado no bairro Ubatuba, o ateliê Mosaicos da Flor oferece aos seus clientes uma variedade de peças exclusivas

Em uma combinação detalhada e harmônica de cores e fragmentos, a artesã francisquense Selva Anahi Obregon, 41 anos, que tem como nome artístico ‘Flor del Ceibo’, chama atenção pela beleza das peças criadas em seu ateliê chamado de Mosaicos da Flor, localizado na rua Rio negrinho 627, Ubatuba, São Francisco do Sul.

Foto: Divulgação

Para a fabricação de sua arte, Flor afirma que utiliza azulejos, vidro, cerâmica, espelho e louças. Como ele é um trabalho feito a mão, passo a passo, ela destaca que a composição, às vezes, é realiza em conjunto com a ideia do cliente. “É um trabalho artesanal, que requer paciência, materiais e ferramentas adequadas”, diz.

Flor também ressalta sobre a valorização dos materiais que utiliza, de maneira que, segundo ela, pode dar uma segunda vida a eles, no caso de recuperação de um objeto estimado por seu dono que acabou quebrando. Por outro lado, a artesã também investe em materiais para a criação de mosaicos de primeira linha. “O resultado é um objeto decorativo, por vezes, utilitário, exclusivo”, conta.

Foto: Divulgação

 Com trabalhos que variam entre R$ 80, R$ 250 e R$ 2.500, Flor afirma que, atualmente, o artesanato é sua principal fonte, onde arrecada cerca de um salário mínimo por mês para ajudar no sustendo da casa e dos filhos.

Foto: Divulgação

Flor lembra que seus primeiros trabalhos com a arte de criar formas com materiais variados é o reflexo de uma fascínio que teve ao ter contato com a arte do muralismo, realizada por um artista que, posteriormente, tornou-se seu professor.

Foto: Divulgação

Para os leitores que quiserem encomendar os mosaicos de Flor del Ceibo, entrem em contato pelo WhatsApp: 47 984059926

Siga a artista no Facebook e no Instagram.

Texto: Herison Schorr

Jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC no Facebook e ajude a fortalecer o jornalismo local!

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*