Porto Itapoá é destaque no Prêmio Ser Humano da ABRH-SC com três projetos premiados

Dois dos projetos conquistaram a primeira colocação

A iniciativa partiu de uma estratégia de comparação com padrão do mercado, como performance, melhora  na produtividade de operação, melhora no processo de manutenção e menor troca de operadores em rendição, ou seja, otimização da mão de obra. Para a condução desta mudança, foi utilizada a metodologia PCI® People-Centred Implementation (implementação centrada em pessoas). A mudança da jornada não só impactaria nos processos internos da empresa, mas também diretamente na vida do colaborador. Com a aplicação da metodologia, foi possível considerar aspectos importantes e minimizar esses impactos.

Plano de sucessão: escolhas de sucesso

1º Lugar na Categoria Gestão de Pessoas Desenvolvimento

O plano de sucessão tem como propósito o planejamento e a preparação dos profissionais para o futuro, com intuito de garantir a continuidade dos negócios e a permanência dos profissionais que geram valor para a empresa e gerar agilidade ao processo de reposição. A metodologia utilizada inclui o mapeamento de cargos, desenvolvimento do mapa de sucessão, diagnóstico de perfil do sucessor, avaliação de competências para o cargo atual e cargo a ser sucedido e plano de desenvolvimento do sucessor.

Com a implantação do programa de sucessão foi possível substituir, com muita rapidez, os cargos de gestão que em geral são os mais críticos da organização, sem causar prejuízos ao negócio. O resultado de maior relevância no processo sucessório na experiência do Porto Itapoá foi manter e até melhorar os resultados financeiros e de desempenho comprovados pelo EBITDA e pesquisa de engajamento.

Itapoá sempre verde

Entre os melhores na Categoria Sustentabilidade

O projeto Itapoá Sempre Verde conta com duas vertentes de atuação para manter a cidade sempre verde. Uma delas é com o Viveiro Florestal Educador mantido pelo Porto Itapoá na Reserva Natural de Preservação da Natureza (RPPN) Padre Piet Van der Aart, que compensou em 10 vezes a área para a ampliação do Terminal e que, associada à RPPN Reserva Volta Velha, tornou-se uma das maiores reservas particulares de Santa Catarina e do país e um importante ativo ambiental de Itapoá. No local são realizadas atividades de interação da Mata Atlântica, plantio de mudas de árvores nativas e atividades de educação ambiental.

A outra vertente busca valorizar os conhecimentos tradicionais com o Curso de Produção e Comercialização de Plantas Alimentícias e Medicinais. Entre as atividades do curso estão a troca de experiências, a geração de renda com a produção local e a compostagem doméstica.

Pelos resultados do Projeto Itapoá Sempre Verde, o Porto Itapoá já havia conquistado também o Prêmio Fritz Müller 2019, realizado pelo Instituto de Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), e o Prêmio Empresa Cidadã, promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC).

Sobre o Porto Itapoá

O Porto Itapoá iniciou suas operações em junho de 2011, sendo considerado um dos terminais mais ágeis, eficientes e sustentáveis da América Latina e um dos maiores e mais importantes do País na movimentação de cargas conteinerizadas, segundo a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ). De administração privada, possui uma estrutura capaz de movimentar 1,2 milhão de TEUs por ano e está rumo a fase final de sua expansão que possibilitará a movimentação de 2 milhões de TEUs anualmente.

Situado no litoral norte de Santa Catarina, o Porto Itapoá está posicionado entre as regiões mais produtivas do Brasil, contemplando importadores e exportadores de diversos segmentos empresariais. Sua localização privilegiada, na Baía da Babitonga, proporciona condições seguras e facilitadas para a atracação dos navios. Com águas calmas e profundas, a Baía é ideal para receber embarcações de grande porte, uma tendência cada vez mais adotada na navegação mundial.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*