Em Araquari, inscrições seguem até 28 e 29 de outubro para os editais da Lei Aldir Blanc

Nos dias 14 e 15 de outubro, a Fundação Municipal de Cultura de Araquari publicou três editais no site da Prefeitura que vão beneficiar grupos de cultura e tradição

Seguem até 28 e 29 de outubro as inscrições para os editais da Lei Aldir Blanc. Estão abertos para espaços culturais, artistas e grupos de cultura e tradição. “A esperança equilibrista sabe que o show de todo artista tem que continuar”. As palavras do compositor e escritor Aldir Blanc, agora simbolizam o importante respiro das artes em tempos de pandemia, por meio da lei federal 14017 de 2020, que prevê o auxílio financeiro ao setor cultural.

Nos dias 14 e 15 de outubro, a Fundação Municipal de Cultura de Araquari publicou três editais no site da Prefeitura que vão beneficiar por meio da Lei Aldir Blanc, espaços culturais, artistas e grupos de cultura e tradição. Com a aprovação da lei emergencial da cultura, Araquari recebeu um recurso de mais de R$ 282 mil que foi dividido nesses editais. 

Edital para os Espaços Culturais

O primeiro edital diz respeito aos espaços culturais que tiveram suas atividades paralisadas devido à pandemia. “É um recurso muito importante porque fará com que esses espaços consigam reativar suas atividades e possam voltar a atender a comunidade”, explica a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Sueli Hreisemnou de Oliveira.

Para este edital podem se inscrever pessoas físicas e jurídicas responsáveis pelos espaços, desde que eles já funcionem há pelo menos dois anos no município e tenham característica de atividade artística e cultural. “Poderão se inscrever bibliotecas comunitárias, centros culturais, centros artísticos e culturais afrodescendentes, espaços de povos e comunidades tradicionais, espaços de povos indígenas, ateliê de pintura, espaços de apresentações musicais, e muitos outros”, descreve Sueli. 

Será repassado para os selecionados na modalidade, espaços culturais, o valor total de R$ 63 mil, divididos em quatro cotas de R$ 5 mil, duas cotas de R$ 8 mil e três cotas de R$ 9 mil, atendendo 9 espaços culturais. 

E esse subsídio deverá ser usado exclusivamente para a manutenção da atividade cultural, podendo incluir despesas que ocorreram durante o estado de calamidade pública, de 20 de março a 31 de dezembro deste ano. 

Entre os gastos estão despesas com folha de pagamento, despesas com material de consumo, material de limpeza, água mineral, descartáveis, despesas de aluguel, taxa de uso, condomínio e similares. 
As inscrições abriram no dia 14 de outubro e seguem até o dia 28 do mesmo mês.

Edital “Prêmio Multiarte”

Já o edital “Prêmio Multiarte” deve contemplar artistas de todas as áreas da cultura. “Todos os artistas tiveram a sua produção cultural interrompida nesse tempo de pandemia, então, por meio da lei federal Aldir Blanc, nós vamos conseguir com esse edital contemplar 100 propostas de artistas locais”, informa a presidente.

Podem apresentar e participar do edital, artistas das áreas de teatro, dança, circo, capoeira, contação de história, leituras, literatura de cordel, musicistas, pessoas que desenvolvem trabalhos com artes visuais, oficinas de artesanato, pintura, esculturas, feiras, exposições, grafites ou mesmo, compartilhamento de saberes e fazeres. 

“São muitas modalidades e elas ainda podem ser sugeridas pelo artista, se nós não tivermos incluído no edital. É uma oportunidade única de poder novamente mostrar o talento de todos os nossos artistas para a comunidade”, comenta Sueli. 

As inscrições abriram no dia 15 de outubro e seguem até o dia 29 de outubro. As apresentações serão online ou presenciais, após a pandemia. 

O recurso destinado ao edital “Prêmio Multiarte” é de mais de R$ 169 mil, divididos em 100 parcelas, contemplando assim, 100 artistas do município. O artista vai comprovar sua experiência na área escolhida, através de folhetos, cartazes, DVDs, fotos ou outro material que ele tenha e mostre o trabalho que desenvolve na cidade.

Edital “Prêmio Cultura e Tradição”

Esse edital deve beneficiar 10 grupos que desempenham seus trabalhos na preservação das manifestações populares da cultura da cidade. O edital “Prêmio, Cultura e Tradição” vai selecionar grupos que devem receber o auxílio financeiro, também por meio da lei Aldir Blanc. 

“Com esse edital, nós queremos agradecer a todos esses grupos que há mais de dez anos atuam no nosso município, preservando a nossa cultura”, comenta a presidente da Fundação. 

As inscrições iniciaram no dia 15 de outubro e seguem até o dia 29 de outubro. Os grupos podem comprovar sua atuação através de histórico, recortes de jornais, cartazes, fotos, vídeos, livros, ou outros registros que retratem as suas atividades. Cada grupo selecionado deve receber como premiação o valor de R$ 5 mil.Segundo Sueli, todas as informações constam no edital, porém em caso de dúvida, o participante pode entrar em contato direto com a Fundação pelo telefone: (47) 3453 0086.

O que é a Lei Aldir Blanc
A lei foi aprovada em junho pelo Congresso Nacional e ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao compositor e escritor que morreu em maio. A Lei Aldir Blanc prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com impacto das medidas de contenção da pandemia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*