Artista de Rio Negrinho apresenta pinturas em mosaico feitas com casca de ovo

Ione Thieme, 69 anos, professora aposentada, conta ao Folha Norte SC como descobriu a técnica e o passo a passo para realizá-la

As belezas das paisagens rurais do Planalto Norte catarinense estão registradas em uma arte com técnica um tanto peculiar. Casquinhas de ovos são tingidas e cortadas para dar forma às araucárias, às montanhas, aos animais típicos e aos chalés da região.

Paisagens do Planalto Norte são trabalhadas com cascas de ovos nas telas de madeira. Foto/Acervo

A autora dos trabalhos, Ione Thieme, 69 anos, professora aposentada e moradora do Centro de Rio Negrinho, afirma que a técnica é bem simples e consiste em quebrar o ovo, retirar as películas que estão em seu interior, secá-lo e tingi-lo em fervura com pigmentos que podem ser retirados da casca da cebola ou de pinheiro.

“As cascas vão tomando cor avermelhada, aí é só retirar – da fervura – e deixar secar. Para variar – nas cores de tingimento – pode usar açafrão, hibiscos, feijão, etc…”, conta a artista que aprendeu a técnica num programa da apresentadora Ana Maria Braga, no ano de 1998. Após o tingimento, as casquinhas são coladas, em mosaico, numa tela de madeira.

Ione em uma exposição. Foto/Acervo

De todos os trabalhos já realizados, Ione destaca um feito sobre Joinville foi o mais desafiador. De acordo com a professora, o trabalho, que tem 70×50 de medidas, demorou cerca de dois meses para ficar pronto.

Mosaico feito especialmente sobre Joinville. Foto/Acervo

Em maio desse ano, a artesã revela que teve uma triste perda em sua vida. Seu marido morreu aos 69 anos em um trágico acidente. Segundo ela, o companheiro de quase 50 anos de casamento sempre esteve ao seu lado, lhe ajudando com os desenhos na madeira.

Ione com o marido. Foto/Acervo

“Ele, o Ruby Thieme, ele era um gênio nos entalhes que fazia. Nós sofremos um acidente e o Ruby acabou morrendo, mas estou me recuperando e continuando a fazer os meus mosaicos”, diz.

Ione Thieme, artista e professora aposentada
Desenho feito pelo marido de Ione. Foto/Acervo

Para as vendas, que são realizadas por encomenda ou em exposições, Ione diz que faz um estudo sobre o tempo que levou para fazer o trabalho e os custos que teve para realizá-lo. “Somo tudo e aplico um sistema que aprendi em curso em que fizemos aqui em toda a nossa região”, lembra.

Foto/Acervo

Para os leitores que quiserem encomendar os trabalhos de Ione, entre em contato pelo telefone (47) 99953-9352.

Texto: Herison Schorr

Escritor e jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Siga o Folha Norte SC no Facebook e descubra mais histórias como esta.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu email não será publicado


*