Dezenove moradores de São Francisco do Sul se recusaram a fazer o teste para Covid-19

Município passa pelo processo de testagem em massa e sorteia famílias para um dos membros realizar o exame; secretário de saúde alerta sobre o aumento de 70% dos casos em apenas 15 dias

Até a manhã desta quinta-feira (25), dezenove moradores de São Francisco do Sul se recusaram a fazer o teste para Covid-19 na campanha de testagem em massa realizada pela Secretaria de Saúde do município. A população é selecionada por meio de um sorteio de casas, e um membro de cada família é escolhido para se submeter ao procedimento.

Além das recusas, a equipe de saúde também enfrenta dificuldades para entrar em contato com a população por telefone que, muitas vezes, estão incorretos ou desligados.

Segundo o secretário de saúde do município, o médico Jefferson Pacheco de Moraes, quando um morador se recusa a fazer o teste, imediatamente, os profissionais de saúde tentam entrar em contato com um vizinho próximo “para não ficar muito distante daquilo que foi feito o sorteio”, destaca.

De acordo com o secretário, mesmo com a sugestão de que o teste é realizado apenas em um membro da casa, a recusa ainda persiste. “Perguntamos se alguém da família quer fazer, mas quando se nega, é a residência toda”, diz reiterando o direito constitucional das pessoas de recusarem a realizar o exame, mas faz um alerta:

“O número de pessoas infectadas em São Francisco está aumentando, tivemos nos últimos 15 dias um aumento de mais de 70%”, conta o secretário que, também, sugere a possibilidade do crescimento dos casos ser devido ao grande número de testagem.

Até a quinta-feira passada, 128 moradores foram testados pelo sistema de sorteio, dentre eles, um senhor de 60 foi diagnosticado com Covid-19 e está em isolamento domiciliar.

Herison Schorr
Herison Schorr

Escritor e jornalista formado pela Faculdade Bom Jesus Ielusc

Input your search keywords and press Enter.