Homem é condenado a 30 anos de prisão por feminicídio e tentativa de homicídio em Joinville

Marcelo de Carvalho (31) foi condenado a 30 anos e oito meses de prisão por feminicídio e tentativa de homicídio, na tarde de quarta-feira (19). Quando o crime ocorreu, em abril de 2019, ele utilizava tornozeleira eletrônica em liberdade provisória pelos crimes de porte ilegal de armas e ameaça. A motivação do ato foi o rompimento do relacionamento com a ex-namorada, que aconteceu na semana anterior ao assassinato da jovem.

Luana Rutzen tinha apenas 22 anos quando foi morta pelo ex-companheiro, em 29 de abril de 2019. A mulher levou um tiro na cabeça enquanto estava sentada na varanda com a mãe. Após o disparo, o homem foi embora mas retorno e atirou mais duas vezes contra a ex-sogra, Iliane Aparecida dos Santos (45), que sobreviveu.

O criminoso foi condenado pelos dois crimes denunciados pelo Ministério Público. O que garantiu a pena de 20 anos por homicídio triplamente qualificado (por surpresa, feminicídio e motivo fútil). E rendeu mais 10 anos e oito meses de prisão pela tentativa de homicídio contra a mãe de Luana. Logo após a sentença, Marcelo foi encaminhado ao sistema prisional de Joinville.

*Com informações de Agora Joinville

Input your search keywords and press Enter.